As principais bolsas europeias seguem em alta, lideradas pelo disparo de 6,5% em Atenas no dia em que têm início os trabalhos técnicos na Grécia, acordados ontem entre o primeiro ministro grego, Alexis Tsipras, e o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem.

Representantes da troika aterram hoje em Atenas para discutirem questões técnicas, com vista a criarem uma plataforma de entendimento até à próxima reunião do Eurogrupo na segunda-feira.

Alexis Tsipras tem reforçado a intenção de que quer um acordo com os credores internacionais para um financiamento de transição para os próximos seis meses.

A Bolsa de Lisboa é um dos maiores ganhos da Europa, valoriza 1,2%, apoiada nos ganhos da Banca e da Jerónimo Martins.

O índice FTSEurofirst 300, que segue as 300 maiores empresas do velho continente, sobe 0,54%.

Em Lisboa, o PSI20 avança mais de 1%, com 17 dos 18 títulos que compõem o índice em alta.

As ações da banca voltam a destacar-se pela positiva, com o Millennium bcp a ganhar 3,22%, o BPI a subir 2,4% e o Banif a somar 3,5%, acompanhando os ganhos dos pares europeus, nomeadamente da banca grega.

O índice grego de banca valoriza 15,8%, estando o Piraeus a subir 14,5%, o Alpha Bank a ganhar 13,7% e o Eurobank a valorizar 10%.

Suporte adicional da retalhista Jerónimo Martins a valorizar 2,45% e da PT SGPS a disparar 3,95%. A brasileira Oi fechou a sessão de ontem na Bolsa de São Paulo, com uma subida de 4,84%.

Galp e EDP dão também energia ao índice, estando a oil & gas a ganhar 1,15% e a Energias de Portugal a subir 0,34%.

O único título em terreno negativo é a EDP Renováveis a descer 0,15%.

Nota final para a Semapa, que apresenta hoje as conta do quarto trimestre de 2014, após o fecho de Bolsa. O título sobe 1,56%.