O Banco Espírito Santo (BES) informou hoje o mercado sobre a extinção de obrigações sénior com garantia do Estado português, no montante de 1.250 milhões de euros, lê-se num comunicado enviado ao supervisor.

O banco liderado por Ricardo Salgado acrescentou que a operação de extinção de 25 mil obrigações correspondentes aos mencionados 1,25 mil milhões de euros será feita no dia 14 de maio, conforme consta no documento disponibilizado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Tal como o BES, vários outros bancos portugueses, como o BCP, o BPI e a CGD recorreram igualmente ao aval estatal em 2011 para continuarem a obter financiamento do Banco Central Europeu (BCE), isto, depois de a agência de notação financeira Moodys ter baixado o rating da República Portuguesa e, por arrasto, a dos bancos em causa, que deixaram de ter acesso ao mercado interbancário.