As ações do Banco Espírito Santo (BES) desvalorizaram 19% desde que a saída de Ricardo Salgado da presidência executiva do banco foi oficialmente anunciada, o que se traduz numa redução de 934 milhões de euros da sua capitalização bolsista.

A 20 de junho, quando o principal acionista do BES, o Espírito Santo Financial Group (ESFG) emitiu um comunicado oficial dando conta do agendamento de uma assembleia-geral extraordinária do banco para dia 31 de julho, para votar a sucessão da equipa de gestão do banco, a cotação de fecho do BES foi de 0,879 euros, valor que compara com os 0,713 euros do final da sessão de hoje, a primeira em que o título foi negociado com a nova proposta de Vítor Bento para assumir o cargo de Ricardo Salgado.

Assim, em cerca de 15 dias, o valor de mercado do BES baixou 934 milhões de euros para cerca de 4 mil milhões de euros.