A indefinição quanto à futura gestão do Banco Espírito Santo e a situação do grupo estão a assustar os investidores, com as ações do banco a registar uma queda de mais de 16% esta segunda-feira, a maior de que há registo.

Desde o início do ano o banco já perdeu quase 2 mil milhões de euros do seu valor em bolsa, o que significa que neste momento já vale menos que o BCP.

O BES encerrou a sessão desta segunda-feira com as ações a valerem pouco mais de 0,60 euros. A capitalização bolsista caiu para menos de 3400 milhões de euros.

Desde o início do ano o BES já perdeu 36% do valor, no caso da Espírito Santo Financial Group, as contas são ainda mais negras: atualmente vale apenas 270 milhões de euros, ou seja, perdeu 64% do valor em 6 meses.