Apesar de ter iniciado a sessão no vermelho, o BES já recuperou e ganha agora 1,8%, nos 0,50 euros. Foi breve a reação negativa do mercado aos acontecimentos de ontem: para além de Ricardo Salgado ter sido constituído arguido no processo Monte Branco, o presidente da Comissão de Mercado e Valores Mobiliários, Carlos Tavares, disse ontem no Parlamento que o regulador está a avaliar se vai determinar a suspensão das ações do BES, acrescentando que o regulador está preocupado com a estabilidade do banco.

Mas não é o só o BES que ganha no setor da banca: o BCP brilha e segue a ganhar 7,4%, para os 0,13 euros por ação, ainda a refletir os resultados do aumento de capital do banco em 2250 milhões de euros.

O BPI, apesar de ter apresentado prejuízos de 106,6 milhões de euros no 1º semestre do ano, está a subir 1,1%, fixando o preço das ações em 1,55 euros.

A PT também segue no verde, a ganhar 1,9%, nos 1,79 euros por ação, depois de ter estado já em forte queda. Ontem o presidente da CMVM também teceu duras críticas ao negócio do papel comercial da RioForte, de 900 milhões de euros, e também a notícia de que o regulador está a investigar 5 operações que envolvem títulos do BES e da PT:

O PSI-20 ganha assim 1,29% nos 6.551,07 pontos, a maior valorização da Europa. No verde estão também Madrid e Milão, que sobem 0,1%. Londres cai n0,2%, Frankfurt deprecia 0,4% E Paris tomba 0,7%.