O PSI-20 abriu a última sessão da semana em alta ligeira, mas já inverteu a tendência e perde agora 0,35% nos 6.945,08 pontos, em contraciclo com os mercados europeus.

A Espírito Santo Financial Group é a cotada que mais cai, 2,97%, com cada ação a valer 2,06 euros.

Já o BES perde 1,5%, fixando o preço das ações em 0,80 euros. Para além da crise na sucessão do grupo, o facto de a agência de notação Moodys ter posto o rating das cotadas em avaliação para possível downgrade faz com que estejam a acumular perdas ao longo da semana.

Destaque ainda para a queda de 1,5% da Portugal Telecom, depois da notícia de que a cotada financiou 900 milhões de euros de dívida de curto prazo do Grupo Espírito Santo, principal acionista do BES, que, por sua vez, é o maior acionista da PT.

No verde estão os CTT, a ganhar ligeiros 0,4% para os 7,22 euros, depois de ontem o Conselho de Ministros ter aprovado a última fase de privatização da empresa. O Estado vai vender os restantes 31,5% de capital que detém na empresa. O encaixe poderá chegar aos 340 milhões de euros.

Na Europa a tendência de negociação dos mercados é ligeiramente positiva: Frankfurt, Madrid e Paris ganham 0,1% e Milão e Londres sobem 0,2%.