O PSI-20 segue a perder 0,15% nos 5.239,10 pontos, a seguir a tendência europeia n o rescaldo de mais um Eurogrupo sem acordo relativamente à situação da Grécia. Ainda assim, as quedas são ligeiras, mas podem avolumar-se caso aumentem os receios dos investidores da impossibilidade de chegar a um acordo até sexta-feira, o deadline final dos parceiros europeus para resolver a situação grega. Recorde-se que o programa de ajustamento grego termina a 28 de fevereiro.

Madrid desce 1,1%, Paris cai 0,9%, Milão deprecia 0,7%, Frankfurt perde 0,4% e Londres desliza 0,3%.

Por Lisboa, destaque para o BCP, que trepa 5,3%, com as ações a valer já 0,08 euros. Uma subida que acontece no dia em que o Caixa Bank lança uma oferta pública de aquisição sobre o BPI, por 1,082 mil milhões de euros, em comunicado enviado ao regulador dos mercados.

Em consequência do lançamento da OPA, a CMVM decidiu suspender a negociação das ações do banco português, para que os investidores possam analisar a oferta.

A pressionar o índice português está a Galp, que perde 2% para os 10,22 euros. A EDP cai, mas menos: 0,2%, para os 3,21 euros.

Também a Mota-Engil deprecia 1,8%, com as ações a valer 3,31 euros.

A PT SGPS perde 1,2%, com cada título a cotar a 72 cêntimos.

A travar maiores perdas, além do BCP, está a Teixeira Duarte, que sobe 1,4% para os 0,72 euros.