O Banco Central Europeu decidiu cortar as taxas de juro. A taxa de referência do BCE está agora fixada em 0,05%, depois de dois meses nos 0,15%. Em junho, a instituição tinha descido a taxa para contrariar a pressão deflacionista na zona euro.

Os analistas antecipavam que o BCE iria tomar medidas de estímulo à economia, mas não se sabia que forma poderiam ter. Eis que, para surpresa do mercado, a instituição liderada por Mario Draghi desce a taxa de juro para o nível mais baixo de sempre.

A taxa de financiamento recuou para os 0,3% e a taxa de depósito também recuou e continua em terreno negativo, nos -0,2%.

Em reação à decisão do banco central, o euro recuou para 1,3041 dólares, atingindo mínimos de julho de 2013.

Segundo a Reuters, em cima da mesa da reunião do conselho de governadores esteve um programa de aquisição de ativos no valor de 500 mil milhões de euros. Esta pode ser uma das medidas que Mario Draghi irá anunciar daqui a pouco.

Para que serve a taxa de juro de referência do BCE?



O valor da taxa de referência fixada pelo Banco Central Europeu é o preço que os bancos pagam pelos empréstimos contraídos junto da instituição. Este valor tem influência na definição das taxas de juro que os bancos aplicam no momento em que concedem os empréstimos.