A bolsa nacional arrancou em alta ligeira mas já inverteu o sentimento.

O índice PSI20 perde 0,17% para 5.712,01 pontos, com nove ações em queda, cinco estáveis e seis em alta.

O Banif é quem mais compromete. O banco afunda 7,14% para 0,014 euros, depois de ontem ter derrapado mais de 70% a ajustar ao aumento de capital de 100 milhões de euros realizado pelo banco e que deu origem à emissão de 10 mil milhões de novas ações.

Também a Jerónimo Martins recua 2,89% para 14,420 euros. A retalhista está em queda pela sexta sessão consecutiva.

Nota negativa ainda para a EDP que cai 0,18% para 2,665 euros.

A travar maiores quedas está o BPI que soma 0,71% para 0,987 euros, numa altura em que no mercado da dívida, os juros nacionais descem em todas as maturidades, com a taxa a 10 anos em queda há quase duas semanas.

A Galp, por seu turno, avança 1,37% para 12,165 euros, em dia positivo para os preços do petróleo nos mercados internacionais.

Já na Europa, os índices variam entre ganhos de 0,1% de Paris e 0,99% de Milão, com a Reserva Federal norte-americana (Fed) a manter inalterado o programa de compra de ativos.

Da China chegam também boas notícias: com o índice PMI a indicar uma pequena expansão da atividade industrial no mês de julho.

Os investidores estarão atentos ainda às contas da REN, Confina e Altri - que serão divulgadas após o fecho do mercado - e à política monetária do Banco de Inglaterra e do BCE, este que deverá manter taxa de referência nos 0,5% na zona euro.