A recuperar da sessão de ontem, em que perdeu mais de 3% e tocou mínimos de dois anos, o PSI-20 abriu a penúltima sessão da semana em alta a segue a ganhar 0,66%, para os 5.113,20 pontos, a acompanhar a tendência das pares europeias.

O setor da banca está a impulsionar o índice: o BCP avança 1,2%, com as ações a valer 0,8 euros, enquanto o BPI ganha 0,99%, nos 1,42 euros por ação.

No setor da energia também há ganhos. A EDP sobe 1,02%, fixando o preço das ações em 3,26 euros, já a Galp sobe 0,9%, para os 11,21 euros por ação.

Travar maiores ganhos está a PT, que deprecia 1,2%, nos 1,37 euros por título. A REN é a cotada que mais perde, ao tombar 2,96%, com cada ação a valer 2,43 euros.

Fora do PSI-20, destaque para a Espírito Santo Saúde, que trepa 7,9%, com os títulos a custar 4,85 euros, menos 0,16 euros do que a contrapartida oferecida pela Fidelidade e que lhe valeu a compra de 96% da empresa, por cerca de 460 milhões de euros.

Na Europa, o a manhã também está a ser de recuperação, depois de ontem os investidores terem mostrado receios quanto às consequências do veto europeu do pedido da Grécia de antecipar o fim do programa de resgate financeiro.

Londres trepa 1%, Frankfurt e Milão ganham 0,9%, Paris sobe 0,8% e Madrid avança 0,5%.