As ações do BES seguem hoje a cair novamente 10% e batem mínimos históricos de 0,349 euros, no dia em que deverão ser divulgados prejuízos semestrais históricos.

Perto das 15:00, o PSI20 seguia a cair 2,19% para 6.243,86 euros, com o BES a liderar as quedas, ao cair 10,05% para 0,349 euros, um novo mínimo histórico para o banco agora liderado por Vítor Bento.

Na terça-feira, as ações do BES já tinham sido castigadas e fecharam a desvalorizar 10,60% para 0,388 euros.

O BES divulga esta quarta-feira os resultados do primeiro semestre, om prejuízos que podem chegar perto de três mil milhões de euros.

À noite, o Banco de Portugal emitiu um comunicado a insistir que a «solvência do BES e a segurança dos fundos confiados ao banco estão asseguradas».

Na terça-feira, foi desconvocada a Assembleia-Geral Extraordinária do BES, que estava agendada para quinta-feira, dia 31.

Na Assembleia-Geral Extraordinária seria ratificada a cooptação de Vítor Bento como presidente executivo do BES e de José Honório e João Moreira Rato como vice-presidente e administrador financeiro, respetivamente, mas a informação ao mercado referia que a desconvocação não afeta a legitimidade dos responsáveis para desempenhar os cargos.

Na próxima convocatória de Assembleia-Geral Extraordinária deverá ser proposta a ratificação da nova administração, assim como um novo aumento de capital.