As principais praças financeiras abriram a sessão no vermelho, a espelhar o nervosismo dos mercados por mais um adiamento da decisão sobre a Grécia.

E não se prevê mudança nesta tendência, pelo menos até segunda-feira e se houver acordo. O Eurogrupo está marcado para sábado, quando não há negociação bolsista.

Paris cai 0,8%, Madrid e Milão descem 0,7%, Frankfurt desliza 0,6% e Londres derrapa 0,4%.

Lisboa segue a tendência europeia, com o PSI-20 a cair 0,68% nos 5.778,00 pontos e com 17 cotadas a negociar abaixo da linha de água.

A maior queda pertence à Mota-Engil, que desliza 3,2%, para os 0,48 euros por ação.

No setor da banca, o BPI cai 1,9%, nos 1,09 euros. Já o BCP desce 1,2%, mantendo o preço das ações em 0,08 euros.

No setor da energia, a EDP Renováveis é a que mais cai, 1,1%, para os 6,68 euros. A EDP desce 0,7%, com os títulos a cotar a 3,53 euros, enquanto a Galp desce 0,5%,l para os 10,93 euros.

No verde segue apenas a Portucel, com uma subida ligeira de 0,1%, com as ações a valer 3,58 euros.