A editora britânica Pearson chegou esta quarta-feira a acordo para a venda de 50% da participação que tinha no grupo The Economist, que publica a revista com o mesmo nome, por 468 milhões de libras (cerca de 662 milhões de euros).

Num comunicado ao mercado, a Pearson, que é um dos maiores grupos editoriais do mundo e líder no setor da educação, adiantou que a italiana Exor, holding da família Agnelli, vai passar a maior acionista individual do grupo, ao aumentar a sua posição dos atuais 4,7% para 43,4%.

A família Agnelli é a maior acionista do grupo automóvel Fiat Chrysler.