Os meios de comunicação gregos iniciaram esta quinta-feira uma greve de 24 horas em protesto contra a reforma das pensões que está a ser preparada pelo Governo e que implica a fusão de todos os fundos de previdência num só.

Entre as 06:00 (04:00 em Lisboa) e a mesma hora de sexta-feira não deverá haver boletins informativos nas televisões e rádios, os jornais digitais não deverão serão atualizados e a imprensa não deverá será publicada na sexta-feira.

Os gabinetes de comunicação dos ministérios e a assessoria de imprensa do Governo também vão apoiar a greve.