O ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, afirmou esta quarta-feira que está disponível para assinar o contrato de concessão de serviço público com a RTP.

«Temos total disponibilidade para imediatamente celebrar» o contrato de concessão de serviço público com a RTP, disse Poiares Maduro, que falava na comissão parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação.

O governante explicou que o contrato não foi assinado anteriormente porque o Conselho Geral Independente decidiu substituir a administração liderada por Alberto da Ponte.

Em articulação com o CGI, «chegámos à conclusão de que não fazia sentido» assinar naquela altura, disse.
«Iremos fazer agora» disse o ministro, sem adiantar quando.

O novo Conselho de Administração da RTP, liderado por Gonçalo Reis, iniciou funções esta semana.

O ministro explicou que a administração anterior não foi destituída para não prejudicar o funcionamento da empresa, já que isso teria implicado a nomeação de uma administração interina até que o CGI indicasse uma nova.