Gonçalo Reis é o nome indicado pelo Conselho Geral Independente para presidir a administração da RTP, confirmou hoje à Lusa fonte ligada ao processo.

Nuno Artur Silva, diretor do canal Q e das Produções Fictícias, é também um dos nomes indicados pelo órgão supervisor da RTP para ficar com a pasta de conteúdos.

Gonçalo Reis foi administrador da RTP no tempo em que Almerindo Marques presidia a empresa.

O Conselho Geral Independente, órgão que supervisiona a administração da RTP, propôs ao acionista único Estado a destituição daquele órgão por a equipa liderada por Alberto da Ponte ter deixado de preencher os requisitos necessários ao exercício das suas funções.