O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, saudou esta segunda-feira as reformas levadas a cabo pelo Governo espanhol e, em particular, o fortalecimento do setor financeiro durante um encontro que manteve em Madrid com o presidente do executivo.

Mariano Rajoy recebeu Jeroen Dijsselbloem no Palácio da Moncloa, em Madrid, num encontro que, segundo um comunicado da Presidência do Governo espanhol, permitiu analisar a situação atual e as perspetivas antes das próximas reuniões do Eurogrupo e do Conselho Europeu.

Durante o encontro, refere o comunicado, ambos «coincidiram na notável melhoria da situação económica em Espanha, e na forte redução dos desequilíbrios macroeconómicos, em particular, do desequilíbrio externo».

Melhorias que têm sido «acompanhadas de uma notável recuperação da competitividade da economia espanhola e de um formidável comportamento das exportações», sublinha a nota de Moncloa.

Neste sentido, o Presidente do Eurogrupo destacou «a importância das reformas que o Governo levou a cabo para estabilizar a situação macroeconómica em Espanha», referindo que «a Europa segue com muito interesse os resultados que já se estão a observar», escreve a Lusa.

No encontro de hoje os dois responsáveis abordaram «a necessidade de uma maior integração europeia» tendo Mariano Rajoy «recordado a necessidade de continuar a avançar no cumprimento dos compromissos acordados para uma genuína União Económica e Monetária».

O líder espanhol mostrou-se também satisfeito pela aprovação do Mecanismo Único de Supervisão, «primeiro passo para a União Bancária, congratulando-se com o acordo para avançar na aprovação de um mecanismo único de resolução».