A ministra de Estado e das Finanças garantiu hoje que não discutiu o programa de resgate português com o Fundo Monetário Internacional durante os encontros que manteve em Washington na reunião anual deste organismo e do Banco Mundial.

«Não tive reuniões com o FMI. Tive reuniões com os participantes habituais, mas não com o FMI e não para discutir o programa [português]», disse a ministra à agência Lusa em Washington, onde decorreu o encontro.

Maria Luís Albuquerque participou no painel «O G20 e o Futuro da Governação Económica Mundial», em que foi debatido o papel do grupo das 19 maiores economias mundiais mais União Europeia.

«Vim para falar da relevância das decisões que são tomadas ao nível global para países como Portugal, que estão em processo de ajustamento, e que precisam de um ambiente competitivo global e de regras claras», explicou à agência Lusa.

A ministra defendeu que o G20 «ajudou a evitar a tomada de medidas que poderiam ser catastróficas» durante a crise financeira de 2008, em que se evitou adotar «as medidas protecionistas dos anos 30».

«Num país como o nosso, com o modelo que estamos a tentar implementar, é muito importante a existência de um comércio livre e justo para todos», explicou.

A ministra defendeu ainda que a organização pode ajudar a «medir como eventos internacionais, como a recente discussão orçamental nos Estados Unidos, influenciam» o comportamento de países como Portugal nos mercados financeiros.

«[O G20] pode fornecer o enquadramento correto nestas casos, para tentar perceber que parte do fenómeno é causado por Portugal e que parte é causado por factores que estão fora do nosso alcance», defendeu.

A conferência sobre o G20 contou ainda com a presença do membro do Conselho Executivo do Banco Central Europeu (BCE) Joerg Asmussen, do Secretário do Tesouro da Austrália, Martin Parkinson, do primeiro-ministro adjunto da Turquia, Ali Babacan, e da governadora do Banco da Russia, Ksenia Yudaeva.

Maria Luís Albuquerque está acompanhada pela Secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco, que a substituirá no domingo, devido à participação da ministra no Conselho de Ministros.

Na segunda-feira, a responsável participa na reunião do Eurogrupo (reunião dos titulares da pasta das Finanças da zona euro), que decorre no Luxemburgo.