A ministra de Estado e Finanças, Maria Luís Albuquerque, disse esta sexta-feira no Parlamento que o Estado já arrecadou cerca de 670 milhões de euros em juros com os empréstimos concedidos à banca.

«Neste momento, ao fim de dois anos, com o total de operações de recapitalização da banca, o Estado recebeu 670 milhões de euros em juros, dos quais 350 milhões foram pagos pelo BCP e 167 milhões foram pagos pelo BPI», disse hoje a ministra, durante a Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública.

Maria Luís Albuquerque indicou também que até ao momento já foram devolvidos «40% dos apoios» à banca, acrescentando que, quando o BCP fizer a devolução de 1.850 milhões de instrumentos de capital contingente, «75% do auxílio [à banca] terá sido devolvido em apenas dois anos, quando se previa que a devolução demorasse cinco anos».

A governante recordou que o BANIF, que «foi o último a receber o apoio do Estado, já devolveu 275 milhões» desse auxílio, que ultrapassou os mil milhões, num ano e meio.

Por isso, reafirmou a ministra, a operação de recapitalização da banca até este momento «gerou um benefício para as contas públicas que não pode ser ignorado».

O programa de resgate português incluía uma verba de 12 mil milhões de euros, consignada ao setor bancário, tendo sido usado cerca de metade deste valor.

Esta semana, o BPI anunciou que já devolveu os 420 milhões de euros que faltavam para concluir o reembolso dos 1.500 milhões de euros recebidos do Estado português para a recapitalização da instituição.

Também esta semana, o BCP anunciou que vai aumentar o seu capital social em aproximadamente 2.250 milhões euros, através de uma Oferta Pública de Subscrição (OPS).