O Presidente da República comentou esta segunda-feira as dúvidas levantadas pelo Banco Central Europeu sobre o novo conselho de administração do banco e sobre a necessidade "urgente" de apresentar um plano alternativo a uma capitalização pública.

Marcelo Rebelo de Sousa responde às dúvidas do BCE com a certeza de que é com dinheiro do Estado que a Caixa será capitalizada.

"Aparentemente está adquirida uma realidade: é que a capitalização é pública" 

"Todos temos a noção de que o tempo urge e portanto que se espera que os próximos dias haja o conhecimento da conclusão das negociações entre Portugal e as instituições europeias", reconheceu o chefe de Estado. 

Espera que, nessa altura, se saiba qual o resultado final dessas negociações, não tendo respondido se está ou não preocupado com o desfecho do dossiê. Preferiu, antes, realçar que é normal numa negociação existirem "várias fases", voltando a assinalar que "agora estamos perto do momento final".

O Conselho de Finanças Públicas advertiu na semana passada que a recapitalização da Caixa é,  precisamente, um dos "riscos relevantes"para o cumprimento das metas do défice.