O antigo ministro da Saúde Luís Filipe Pereira já tomou posse como presidente do Conselho Económico e Social (CES).

A cerimónia decorreu na Assembleia da República, onde Luís Filipe Pereira foi eleito, no dia 15, com 134 votos a favor, numa votação em que participaram 183 deputados.

A candidatura de Luís Filipe Pereira a presidente do CES, apresentada pelo PSD, com o acordo do PS, obteve 42 votos em branco e sete nulos.

Dado que o mandato do presidente do CES tem a duração da legislatura da Assembleia da República, o novo titular do cargo desempenhará estas funções durante cerca de cinco meses.

Luís Filipe Pereira substitui José Silva Peneda, que, no início do mês, foi para Bruxelas como conselheiro especial do presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker.

Luis Filipe Pereira afirmou que a procura de um diálogo social tripartido é fundamental para se encontrarem interesses convergentes entre o Governo e os parceiros sociais.

Falando no salão nobre da Assembleia da Republica, onde tomou posse, Luis Filipe Pereira disse que “a procura de um diálogo social tripartido é um valor intrínseco, em si mesmo, para encontrar interesses convergentes".

O novo presidente do CES, que substitui no cargo Silva Peneda, considerou ainda a necessidade de se estabelecer "o diálogo e a cooperação" no seio deste organismo.