O lucro líquido da Portucel subiu 8,2% para 196,4 milhões de euros em 2015, em comparação com o exercício anterior, suportado numa evolução favorável dos preços da pasta e do papel, que permitiram estabelecer um novo recorde de faturação.

Segundo o comunicado enviado pela empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, o EBITDA disparou 18,7% para 390 milhões e as vendas aumentaram 5,6% para 1.628 milhões de euros.

Entre outubro e dezembro o lucro líquido subiu para 54,5 milhões de euros, superando uma previsão média de 43,6 milhões.

"O volume de negócios em 2015 foi o maior valor alguma vez registado, refletindo um aumento de cerca de 85,7 ME relativamente a 2014, que resulta essencialmente da evolução favorável dos preços de pasta e de papel, decorrente da valorização do dólar face ao euro," referiu a Portucel.

A inclusão do negócio de 'tissue' no universo de consolidação do grupo contribuiu para o crescimento registado. O peso das vendas de papel no volume de negócios foi de 75%, a energia representou 12%, a pasta 9% e o tissue cerca de 3%.

 A Portucel é a líder europeia na produção de papel UWF -Uncoated Woodfree - e a sexta maior no mundo. A empresa também é a maior produtora europeia de pasta de papel BEKP, e quinta maior a nível global.