O lucro da EDP totalizou 1.147 milhões de euros nos primeiros nove meses de 2017, um aumento de 86% face a igual período de 2016, anunciou esta quinta-feira a elétrica liderada por António Mexia.

Sem o impacto de eventos não recorrentes, nomeadamente a venda da empresa de distribuição de gás em Espanha, Naturgas, por 2,6 mil milhões de euros, o resultado líquido da EDP caiu 4% para 633 milhões de euros, que compara com os 661 milhões de euros do mesmo período do ano passado.

Até setembro, o EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) fixou-se nos 3.269 milhões de euros, um acréscimo de 13% face aos 2.893 milhões de euros de igual período de 2016, e expurgados dos impactos não recorrentes baixou 4%.