Dezenas de emigrantes lesados do BES estão concentrados em frente à sede do Novo Banco, em Lisboa, sob o olhar de um forte dispositivo policial,noticia a Lusa.

Os lesados chegaram cerca das 11:30 à sede do banco, na Avenida da Liberdade, que por razões do segurança tinha gradeamento à volta e estava guardada por dezenas de polícias.

No local do protesto, organizado pela Associação Movimento Emigrantes Lesados Portugueses (AMELP), estavam ainda 11 carrinhas policiais estacionadas.

Os manifestantes trazem vários cartazes com mensagens como "Temos um bocadinho de esperança, quando ela desaparecer terei medo de mim" ou "Novo Banco: tu tiraste-me o sono e alegria de viver, lutarei com todas as minhas forças até ao dia de morrer".

Depois da concentração junto à sede do Novo Banco, os emigrantes lesados irão marchar até ao Banco de Portugal, na Rua do Comércio.

A AMELP é constituída por mais de 400 associados, sobretudo trabalhadores emigrantes portugueses, e já protagonizou vários protestos em Paris e em cidades portuguesas, com o objetivo de reaver as poupanças dos emigrantes.