O presidente da Associação dos Lesados do Banif (ALBOA), Jacinto Silva, anunciou hoje a intenção de fazer uma participação ao Ministério Público para que seja aberto um processo de investigação sobre a falência do banco.

O anúncio foi feito aos jornalistas, em Lisboa, durante uma manifestação promovida pela associação, que reuniu algumas dezenas de lesados que começaram a manifestar-se junto à Praça do Comércio e percorram as ruas da baixa lisboeta para protestarem em frende a agências do Santander Totta (que comprou parte da atividade bancária do Banif) e instalações do Banco de Portugal.

“Temos indícios, que vamos participar ao Ministério Público. Queremos saber por que razão não houve uma assembleia de acionistas antes da resolução do Banif? E porque razão não se abriu um concurso público?”, afirmou Jacinto Silva, criticando ainda a falta de “seriedade” de o Banco de Portugal ao “ter dado 24 horas” para ser apresentada uma proposta de compra do banco.