Portugal vai colocar entre 1.250 e 1.500 milhões de euros de dívida pública no mercado.

O IGCP anunciou a realização de dois leilões, no dia 15 de julho, de linhas de Bilhetes do Tesouro com maturidades a seis meses e um ano.

As linhas de BT terão maturidades em 22 de janeiro de 2016 e 22 de julho de 2016.

No mês passado o Estado apenas conseguiu colocar 750 milhões de euros de dívida pública no leilão de dia 17, o montante mínimo do intervalo antecipado pelo IGCP, que variava entre 750 milhões e mil milhões de euros. 

O IGCP emitiu 550 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro com maturidade a 12 meses. Outros 200 milhões de euros foram emitidos com maturidade a seis meses.