Itália colocou esta segunda-feira 8.500 milhões de euros em dívida a seis meses. A taxa de juro média da colocação fixou-se nos 0,799%, abaixo dos 1,052% pagos no leilão comparável anterior.

A procura representou 1,47 vezes a oferta, ao atingir 12.491 milhões de euros. No último leilão, a taxa de cobertura tinha sido de 1,36 vezes.

A emissão desta segunda-feira é a segunda de uma série de três que o Tesouro italiano vai colocar até ao final de julho e que ficará concluída na terça-feira, com uma nova emissão entre 5.000 e 6.750 milhões de euros em dívida a cinco e 10 anos.