Portugal vai ao mercado na próxima semana para emitir até 1.250 milhões de euros em dois leilões de Bilhetes de Tesouro (BT), a três e a 11 meses, confirmou esta sexta-feira a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública vai realizar no próximo dia 18 de abril pelas 10:30 dois leilões das linhas de BT com maturidades em 20 de julho de 2018 (três meses) e 22 de março de 2019 (11 meses), com um montante indicativo global entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milhões de euros.

No último duplo leilão comparável, que ocorreu em 21 de fevereiro, Portugal colocou 300 milhões de euros a três meses a uma taxa de -0,417% e 800 milhões a 11 meses a uma taxa de -0,393%.

Esta é a primeira ida ao mercado para financiamento de curto prazo no segundo trimestre e já estava prevista nas linhas de atuação do segundo trimestre do IGCP.

Até ao final de junho, a agência liderada por Cristina Casalinho prevê mais duas idas ao mercado para emissão de Bilhetes do Tesouro, procurando colocar até 1.750 milhões de euros em maio e até 1.250 milhões de euros no mês seguinte.

Para este segundo trimestre, o IGCP prevê "emissões de Obrigações do Tesouro através da combinação de sindicatos e leilões, sendo esperadas colocações de 1.000 milhões a 1.250 milhões de euros por leilão".

Na quarta-feira, Portugal regressou ao mercado de dívida de médio e longo prazo com uma emissão sindicada de 3.000 milhões de euros, com uma taxa de juro de 2,325% e com maturidade em 18 de abril de 2034 (15 anos).