Mais de 60 por cento dos processos instaurados nos tribunais judiciais de primeira instância para recuperação de créditos ficaram sem pagamentos de janeiro a março deste ano, segundo a Direção-Geral da Política da Justiça (DGPJ).

Dados do primeiro trimestre de 2014 indicam que 38,7 por cento dos processos com créditos reconhecidos registaram pagamentos, enquanto 61,3% não tiveram pagamento efetivo de valores em dívida.

Na taxa de recuperação de créditos - proporção do montante dos créditos pagos face ao montante de créditos reconhecidos pelos tribunais -, o registo no primeiro trimestre deste ano foi de 32,1%, contra 61,3% sem pagamentos

Relativamente ao período homólogo de 2013, a DGPJ assinalou o aumento de 23,5 pontos percentuais, ficando-se a dever a apenas um processo em tribunal.

Neste processo, o montante recuperado ascendeu a 94% do total dos créditos recuperados pelos tribunais judiciais no primeiro trimestre deste ano.