O Banco Central Europeu (BCE) deve manter esta quarta-feira inalterada a taxa de juro de referência para a Zona Euro em 0,5%, um mínimo histórico, pelo sexto mês consecutivo.

A maioria dos analistas contactados pela agência EFE descarta que o BCE corte novamente a taxa diretora, apesar dos indicadores que apontam para uma recuperação da economia da Zona Euro.

Na reunião do conselho de governadores deverá ainda ser discutida a possibilidade de injetar mais liquidez a longo prazo nos bancos, para evitar a subida dos juros.

O presidente do BCE, Mario Draghi, disse na semana passada que a entidade está disposta a realizar outra operação de refinanciamento de longo prazo (LTRO, na sigla em inglês) a fim de fornecer recursos para o sistema bancário europeu.

No final de 2012 e início deste ano, através de duas operações, o BCE injetou um bilião de euros no sistema bancário europeu em empréstimos com o prazo de três anos.

O Conselho de Governadores do BCE reúne hoje em Paris, numa das duas vezes por ano em que se reúne fora da sua sede, em Frankfurt, na Alemanha.

O BCE baixou em maio a taxa de juro diretora para o mínimo de sempre de 0,50%.