O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou hoje que «no radar» do órgão que dirige «não figura a redução da dívida grega», em reação à vitória do Syriza nas eleições gregas.

«Não há urgência em agir» na dívida grega, considerou Juncker, durante uma entrevista á cadeia pública alemã ARD.

A questão «não está no radar da Comissão», disse.