O antigo chefe da troika, Juergen Kroeger, reformou-se aos 61 anos, mas continua a trabalhar na comissão europeia como conselheiro especial.

Antes de se reformar, Kroeger insistiu na necessidade de Portugal aumentar a idade da reforma dos 65 para 67 anos. O Governo considerou excessivo este aumento de dois anos. Decidiu por isso aumentar o limite minino de reforma para os 66 anos.

Juergen Kroeger desempenha atualmente funções no grupo que acompanha a aplicação do plano de resgate a Pportugal. Fez um contrato de um ano com a comissão europeia, em que ganha 469 euros por cada dia de trabalho.



De acordo com o semanário «Expresso», Juergen Kroeger terá ficado com uma reforma entre 8 mil a 10 mil euros por mês, que pode acumular com a pensão.