Um ex-banqueiro norte-americano do JPMorgan Chase, acusado de desviar dinheiro de clientes do banco, foi hoje condenado a cinco anos de prisão.

Michael Oppenheim, de 49 anos, entrado no banco em 2002 e despedido há um ano, tinha sido acusado e detido em abril de 2015 pela polícia federal (FBI).

Acabou por admitir, em novembro, ter desviado “pelo menos 20 milhões de dólares” (18 milhões de euros), durante mais de três anos, a clientes riquíssimos, dos quais geria os investimentos.