Os casinos de Macau fecharam novembro com receitas brutas de 30.179 milhões de patacas (2.783 milhões de euros), mais 21,3% do que no mesmo mês do ano passado, e o quarto melhor mês de sempre nas casas de jogo locais.

Dados oficiais hoje divulgados pelos Serviços de Inspeção e Coordenação de Jogos indicam que entre janeiro e novembro os casinos de Macau encaixaram 327.288 milhões de patacas (30.182 milhões de euros), mais 18,6% do que no mesmo período de 2012.

Com os dados de novembro, e projetando uma receita idêntica em dezembro, os casinos de Macau vão terminar 2013 com cerca de 357.000 milhões de patacas (32.922 milhões de euros), um valor já revelado pela agência Lusa com base na opinião de analistas locais.

Os números do setor do jogo serão, contudo, cerca de mil milhões de patacas (92 milhões de euros) mais elevados, dado que aos casinos de Macau há que juntar as receitas brutas das apostas em jogos de futebol, basquetebol, cavalos, cães e lotarias chinesas.

Apesar de uma receita bastante inferior ao recorde de 36.477 milhões de patacas (3.364 milhões de euros ao câmbio atual) de outubro, os dados de novembro só são inferiores às receitas de março (31.336 milhões de patacas/2.890 milhões de euros ao câmbio atual) e de agosto (30.737 milhões de patacas/2.834,5 milhões de euros ao câmbio atual) de 2013.

Os casinos de Macau são a principal fonte de rendimento da administração que cobra 35% de impostos diretos sobre as receitas brutas do jogo.