O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, revelou, esta sexta-feira, que a possível saída da Grécia da zona euro não está nos planos da reunião, agendada para dia 26 de Janeiro, em Bruxelas.

«A saída da Grécia do euro não está em agenda», garantiu Dijsselbloem em declarações à imprensa. Para além disso, não crê «que o euro esteja em perigo com as eleições» na Grécia.

O responsável da instituição admite que as negociações com o governo, decidido nas eleições do próximo dia 25, decorrerão normalmente. «Os cidadãos gregos devem escolher e veremos o que acontece», acrescentou.

Em dezembro, o Eurogrupo estendeu por dois meses o programa de resgate europeu à Grécia, que acabava nesse mês. «Vamos trabalhar normalmente com o novo governo a partir de fevereiro», assegurou Dijsselbloem.