O fabricante japonês de airbags Takata, em dificuldades económicas devido ao escândalo dos seus dispositivos defeituosos, iniciou negociações com vários fundos de investimento dos Estados Unidos para uma possível ajuda financeira, informou hoje o diário económico Nikkei, citado pela Lusa.

A Takata registou perdas líquidas de 13,075 mil milhões de ienes em 2015 (107 milhões de euros) devido ao aumento dos custos derivados da substituição dos airbags com defeito de fabrico em milhões de veículos em todo o mundo.

O fabricante nipónico iniciou os contactos para obter ajuda financeira que lhe permita fazer frente a estes custos, que poderiam ascender até dez mil milhões de dólares (8,921 mil milhões de euros), depois de as autoridades norte-americanas terem instado a empresa a alargar a chamada à revisão dos veículos equipados com os seus airbags.