Este ano haverá mais autarquias a dar isenção de derrama às micro e pequenas empresas sediadas no seu território.

Segundo o Diário Económico, no total serão 68 municípios,

entre os 196 que cobram este imposto, ou seja, mais 22 municípios a prever a isenção de derrama. Há ainda 19 câmaras que desagravam taxas e 81 que vão aplicar taxas reduzidas.

Águeda, Espinho, Ovar, S. João da Madeira, Odemira, Vila Nova de Famalicão, Loulé, Paços de Ferreira, Vila Nova de Gaia e Mafra integram a lista de autarquias, divulgada pela Autoridade Tributária e Aduaneira, que em 2014 não vão onerar as suas empresas com o adicional sobre o IRC.

Para esta isenção da derrama os municípios fixam critérios com base no volume de negócios, na maioria dos casos inferior a 150 mil euros e para atividades económicas específicas. E, em alguns casos cumulativamente, na criação e manutenção de postos de trabalho ou instalação da sede social no concelho.