O líder da bancada parlamentar comunista, João Oliveira, afirmou hoje que o esclarecimento sobre o fim da sobretaxa de IRS em 2017 cabe ao Governo, acrescentando que o aumento de dez euros em todas as pensões já esteve "mais longe".

Isto numa altura em que os media continua a tentar perceber em que ponto estão as negociações com os partidos que constituem a maioria para o Orçamento do Estado para 2017 (OE2017).

Na China, de visita oficial, o primeiro-ministro recusou-se a comentar quaisquer matérias relacionadas com o conteúdo da proposta do OE2017, que o Governo vai apresentar na sexta-feira depois de entregue no Parlamento.

Em declarações aos jornalistas, em Macau, durante a visita oficial à China, António Costa referiu que “faltam dois dias. Não vale a pena sermos tão ansiosos e concentremo-nos no trabalho que estamos aqui a fazer”

Costa foi pressionado para levantar um pouco o véu sobre se a sobretaxa de IRS vai acabar na totalidade a 1 de janeiro próximo ou se a sua eliminação será gradual. E também se já chegou a acordo com os partidos que formam a maioria sobre o valor do aumento das pensões no próximo ano, mas nem uma palavra. 

Se estava pressionado?  "Não estou nada incomodado. Daqui a dois dias saberemos respostas para isso tudo", respondeu o chefe de Governo.