Atualizada às 17h09

Quatro ex-chefes do banco islandês Kaupthing foram condenados a três e cinco anos de prisão.

Hreidar Mar Sigurdsson, ex-chefe executivo, foi condenado a 5 anos e meio de prisão, e Sigurdur Einarsson, ex-presidente, foi condenado a 5 anos. Já Magnus Gudmundsson, chefe da dependência do Luxemburgo, e o segundo maior acionista do banco, Olafur Olafsson, foram condenados a 3 anos e meio.

Os quatro foram acusados de esconder o facto de um investidor do Qatar, que comprou 5,1% do banco durante a crise financeira, o tinha feito com dinheiro emprestado pelo próprio banco.

Em fevereiro de 2012, os quatro foram indiciados pelo Procurador Especial que investigava o colapso económico do país. O Ministério Público tem investigado os ex-executivos daquele que era o maior banco da Islândia até que entrou em colapso em outubro de 2008, o que contribuiu para a pior crise económica em seis décadas.