A Volkswagen Autoeuropa anunciou nesta segunda-feira que acaba de atingir os dois milhões de unidades produzidas, na fábrica de Palmela, Setúbal.

De acordo com um comunicado divulgado pela empresa, o automóvel 2 milhões é um monovolume Volkswagen Sharan 2.0 TDI Highline e saiu hoje das linhas de montagem daquela que é a primeira fábrica automóvel em Portugal a atingir este volume de produção.

Para o diretor-geral, António de Melo Pires, este volume de produção é motivo de orgulho e traduz "o empenho e a dedicação nossos colaboradores, no sentido de reforçar a posição da Volkswagen Autoeuropa como um símbolo de desenvolvimento sustentável e como um importante pólo gerador de riqueza para o país".

A empresa foi constituída em 1991 e resultou de um empreendimento conjunto entre a Volkswagen e a Ford, naquele que foi o maior investimento estrangeiro até então realizado em Portugal.

As primeiras versões do Volkswagen Sharan e do Ford Galaxy saíram das linhas de produção de Palmela em maio de 1995. Em 1996 a empresa passou a produzir também o Seat Alhambra, modelo que veio partilhar a mesma plataforma dos Sharan e Galaxy.

Em 1999, o Grupo Volkswagen viria a assumir a totalidade do controlo do capital da empresa e, seis anos depois, o conceito monoproduto deu lugar a um modelo de trabalho multiproduto, marcado pelo início da produção do Eos, o primeiro descapotável do mundo com teto panorâmico.

Em 2008 iniciou-se a produção da segunda geração do Volkswagen Scirocco, modelo que regista grande sucesso nos mercados asiáticos, e em 2010 a Volkswagen Autoeuropa evoluiu para o conceito de produção em linha única, tendo sido lançada a terceira geração do Sharan e do Alhambra.

Os principais mercados de exportação da Volkswagen Autoeuropa são a Europa, a Ásia e a América do Norte.