Os serviços públicos vão passar a descontar mais para a Caixa Geral de Aposentações (CGA) já a partir de janeiro. De acordo com o «Diário Económico», os descontos das entidades empregadoras do Estado vão passar dos 20 para os 23,75%.

Com este aumento, as entidades públicas passam a descontar o mesmo que as privadas descontam pelos seus trabalhadores para a Segurança Social.

No caso do Estado, contudo, é preciso somar a esta percentagem os descontos para a ADSE (subsistema de saúde da função pública), que no ano que vem vão baixar para 1,25%. Contas feitas, as entidades empregadoras públicas passam a descontar um total de 25% do salário do trabalhador.

Esta alteração já recebeu a aprovação em Conselho de Ministros e o novo encargo deve ser financiado por poupanças internas de cada serviço.

No total, o aumento das contribuições vai gerar uma receita de cerca de 470 milhões de euros para a Caixa Geral de Aposentações (CGA).