O Banco Santander Totta fechou o primeiro semestre com menos sete balcões face ao final de 2013 e espera encerrar um máximo de 20 agências durante este ano, revelou esta terça-feira o presidente, Vieira Monteiro.

Lucro do Santander Totta dispara mais de 300% para 42 ME até março

«O banco não tem um plano que tenha sido imposto por autoridades externas para a redução da rede. Como somos uma instituição resultante da fusão de três entidades, estamos a racionalizar a nossa rede de retalho da melhor maneira», afirmou o banqueiro num encontro com jornalistas em Lisboa, destinado à apresentação das contas trimestrais.

«Fusionámos sete balcões» entre janeiro e março e, «até ao final do ano, prevemos o fecho de 20 agências», especificou o presidente do Santander Totta.

O banco fechou o primeiro trimestre com um total de 618 agências no território português.

Quanto ao número de funcionários, Vieira Monteiro vincou que as saídas verificadas durante o primeiro trimestre se deveram a processos de reforma ou pré-reforma, detalhando que, no final de março, o Santander Totta contava com 5.511 colaboradores.