A agência de notação financeira Standard & Poor's (S&P) alterou de negativa para «em desenvolvimento» a nota à dívida sénior do Banco Espírito Santo (BES), agora transferida para o Novo Banco.

Em comunicado, a agência de rating informa que «reviu as implicações da perspetiva, de negativa para em desenvolvimento, da nota B- atribuída à dívida sénior e/ou garantida pelo Banco Espírito Santo (BES), que foi transferida para o Novo Banco», acrescentando que tinha suspendido aquela nota.

A classificação «em desenvolvimento» aplica-se, nos critérios da S&P, «em situações raras, nas quais os acontecimentos futuros são tão pouco claros que o rating pode ser elevado ou reduzido».

Esta alteração de perspetiva tem em conta a injeção de 4,9 mil milhões no Novo Banco, liderado por Vítor Bento, que «assumiu quase toda a dívida sénior não garantida do BES». E, segundo a S&P, «esta dívida está agora separada das exposições problemáticas do BES», apesar da agência de notação admitir que «continua a não haver informação suficiente» sobre as «novas responsabilidades ou riscos» deste Novo Banco.