As vendas no mercado automóvel aumentaram 1,9% nos primeiros seis meses do ano, face ao período homólogo de 2012, quando se vendeu o menor número de veículos em três décadas, segundo a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

DE acordo com a agência Lusa, os 63.384 veículos vendidos entre janeiro e junho evidenciam, de acordo com um comunicado da ACAP, «a tendência de estagnação do mercado, quando comparado com o ano de 2012, que foi o pior dos últimos 27 anos».

No mês de junho foram comercializados 14.130 veículos ligeiros e pesados, o que representa uma variação homóloga de 15,5%, justificada com ¿o facto de terem transitado para junho matrículas cujas liquidações de ISV (Imposto Sobre Veículos) ocorreram no final de maio¿, devido a uma avaria do sistema informático das Finanças.

As vendas de ligeiros cresceram 15,7 por cento relativamente ao mesmo mês do ano anterior (2,1% em termos semestrais).

A progressão foi mais significativa nas vendas de ligeiros de passageiros (17,6% em junho e 2,9% em termos semestrais) do que nos de mercadorias, que aumentaram apenas 0,2% em junho e diminuíram 4% nos primeiros seis meses do ano comparativamente ao período homólogo.

Quanto aos veículos pesados, as vendas caíram 10,7% em junho, face ao mesmo mês de 2012, e decresceram 8,3% no primeiro semestre de 2013 em termos homólogos.