É um dos sinais positivos que a economia portuguesa começa a dar. Nos primeiros seis meses deste ano foram criadas 20.051 novas empresas em Portugal. Há cinco anos que não eram criados tantos novos negócios.

Dados citados pelo «Jornal de Negócios» mostram que, pela primeira vez desde 2009, o número de insolvências caiu para cerca de 3 mil processos.

A juntar à maior criação de negócios, também o desaparecimento de empresas está em regressão: os encerramentos caíram 16,8% nos primeiros seis meses deste ano, face ao mesmo período do ano passado.

Em termos geográficos, Aveiro, Porto, Braga e Leiria apresentam um crescimento de 20% na constituição de empresas. No distrito de Lisboa houve quase 12% de constituições e 11,2% de insolvências.