O ministro da Economia garantiu esta quarta-feira aos deputados que o Banco Europeu de Investimento (BEI) deu, no início de 2014, o seu acordo de princípio às renegociações das Parcerias Publico Privadas (PPP) rodoviárias, faltando apenas a assinatura formal dos contratos.

De acordo com António Pires de Lima, que falava no Parlamento, na comissão de Economia e Obras Públicas, já terá sido possível chegar a acordo com as concessões Norte, Grande Lisboa, Grande Porto, Costa de Prata, Beira Litoral, Beira Alta, Interior Norte e Beira Interior.

«Ainda não foi possível acordo com Algarve e Norte Litoral», esclareceu o governante.

Segundo Pires de Lima, o processo só ficará totalmente terminado em termos de negociação com a assinatura do BEI.

«Os concessionários aderiram, os bancos envolvidos aderiram, o BEI deu nota de acordo de princípio, falta a formalização», disse Pires de Lima, sublinhando que o Governo está a trabalhar para que a formalização possa estar concluída «o mais brevemente possível», como reporta a Lusa.