O número de insolvências em Portugal caiu este ano e pela primeira vez desde 2008. Note-se que, desde janeiro, os tribunais decretaram 18.500 falências, o que significou um recuo de 0,7% face a igual período do ano passado.

Dados cedidos ao jornal «Público» pelo Instituto Informador Comercial mostram que 18.583 insolvências foram declaradas este ano, no período compreendido entre 1 de janeiro e 20 de dezembro.

Apesar das insolvências de particulares terem crescido 4%, a queda nas falências de empresas permitiu que 2013 marcasse uma viragem nesta tendência.