O valor médio de avaliação bancária em Portugal, para fins de crédito à habitação, aumentou em fevereiro em termos homólogos pelo segundo mês consecutivo para 1001 euros por metro quadrado (m2), tendo diminuído face a janeiro.

«O valor médio de avaliação no total do país registou, pelo segundo mês consecutivo, um aumento homólogo (0,3%), depois de mais de três anos de variações negativas. A região de Lisboa, com uma variação de 0,3%, foi a que mais influência teve no resultado agregado», divulgou esta teçla-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O instituto de estatísticas adiantou ainda que, com exceção das regiões do Alentejo (cujo valor de fevereiro é semelhante ao de janeiro) e dos Açores (com um aumento em fevereiro), «todas as regiões apresentaram valores médios de avaliação inferiores aos observados em janeiro».

Na área metropolitana de Lisboa, a variação em cadeia foi negativa em 2,2% em fevereiro, para 1187 euros/m2, e positiva em 0,4% no Porto, para 932 euros/m2.

Por tipologia de habitação, nos apartamentos o valor médio de avaliação bancária caiu 1,2% face a janeiro para 1.029 euros/m2, enquanto nas moradias subiu 0,2% para 954 euros/m2 em fevereiro.