O documento que implica o atual secretário de Estado do Tesouro, Joaquim Pais Jorge, no escândalo dos swap foi manipulado, diz o Governo.

Em comunicado, o Ministério das Finanças defende que o documento, divulgado pela SIC e pela revista «Visão», não é o original, onde não consta o nome de Joaquim Pais Jorge.

Em causa está o documento relativo às propostas de contratos swap apresentadas em 2005 pelo Citigroup ao Governo português, na altura liderado por José Sócrates.

«O documento que chegou às mãos dos jornalistas não tem qualquer referência cronológica, nem números de páginas», advoga o Ministério, segundo o qual o documento original e verdadeiro data de 1 de julho de 2005.

«Estas discrepâncias serviram para introduzir, como segunda página do documento na posse da comunicação social, um organigrama inverosímil, que não consta da apresentação original, com o logótipo do banco com um grafismo diferente. É neste organigrama, e apenas nele, que aparece o nome do secretário de Estado do Tesouro», acrescentam as Finanças.

Recorde-se que a revista «Visão» avançou na passada quinta-feira que o Citigroup propôs ao Governo português, em 2005, contratos de swap que permitiriam maquilhar as contas públicas aos olhos de Bruxelas. De acordo com a revista, da equipa do banco que reuniu com o Governo e com a agência que gere a dívida pública (IGCP), faziam parte o atual secretário de Estado do Tesouro e ainda Paulo Gray, que é atualmente um dos responsáveis da consultora StormHarbour, contratada pelo Governo para o assessorar e ajudar a resolver o problema dos swap.

Joaquim Pais Jorge recusou, na passada sexta-feira, em conferência de imprensa, qualquer responsabilidade na conceção destes produtos e na tentativa de venda dos mesmos ao Estado português, afirmando ainda não se lembrar se tinha ou não estado presente nas referidas reuniões..

Ontem, o secretário de Estado adjunto do ministro-adjunto, Pedro Lomba, admitiu a existência de «inconsistências problemáticas», garantindo que o Governo iria «averiguar» e «esclarecer» a situação.