O número de funcionários públicos caiu 3,8% em dezembro de 2013, menos 22 mil face ao mesmo mês de 2012, para um total de 563.595 trabalhadores, revela o Boletim Estatístico de Emprego Público (BOEP) entretanto divulgado.

De acordo com o BOEP, para este comportamento contribuiu essencialmente o subsetor da administração central, o qual representa 74,4% dos postos de trabalho no setor das administrações públicas.

Considerando a variação acumulada do emprego desde o final de 2011, as diferenças mais significativas ocorrem nos terceiros trimestres de 2012 e 2013: entre 30 de junho e 30 de setembro houve uma redução de 23 mil trabalhadores e de 16 mil postos de trabalho, respetivamente.

Esta redução é explicada pelo caráter sazonal do emprego na educação resultante da mudança de ano letivo durante este período, em particular com significativa caducidade de contratos a termo de docentes em estabelecimentos de ensino e saída definitiva de trabalhadores, refere o BOEP.

De destacar igualmente que em 2012 e em 2013 a passagem à situação de reforma ou aposentação constituiu o principal motivo de saída definitiva de trabalhadores, representando 60,2% das saídas para o total administrações públicas nos dois anos acumulados.